Senar treina instrutores do NCR para melhor atender o produtor rural em 2018

26/03/2018

O Senar acaba de realizar treinamento com instrutores do Programa Negócio Certo Rural (NCR) com o intuito de avaliar as ações do ano anterior (2017) e discutir  as novas atividades para 2018, com a implantação do sistema  "Senar nas Nuvens", que será incluído nessa nova etapa.

O NCR é voltado para pequenos produtores rurais e suas famílias. Sua aplicação se dá por meio de ferramentas simples de gestão, que ensinam aos alunos a desenvolver melhor o processo de administrar sua pequena propriedade rural.

A programação consta de 46 horas-aula, sendo 2 horas de consultoria em sala de aula e 4 horas de consultoria na propriedade (de forma individual). O Negócio Certo Rural também é oferecido na modalidade à distância, no portal EaD-Senar.

Podem participar do programa produtores acima de 16 anos, alfabetizados, que possuam DAP (Declaração de Aptidão ao PRONAF (Programa Nacional de Fortalecimento da Agricultura Familiar), CNPJ ou inscrição estadual e que tenham vocação para a produção rural).

A coordenação do NCR do Senar/MA,  revela que o projeto prevê o atendimento a 320 turmas (2015-2018). Até agora, foram realizadas 220, restando para este ano, cem turmas a serem capacitadas. O NCR é desenvolvido em parceria com o Sebrae e apresenta conteúdos básicos que auxiliam na melhoria da gestão de negócios já existentes ou na implementação de novos negócios na propriedade rural.

Essa capacitação técnica envolve ações que se estendem desde a realização do diagnóstico da atual situação vivenciada na propriedade, até a viabilidade para melhor administrar esse empreendimento, criando dinâmica e valorização nas cadeias produtivas mais adequadas e exploradas na região.

“O Negócio Certo Rural é um programa de grande alcance no meio rural. Ele permite ao produtor adquirir a  capacidade de gerir tecnicamente sua propriedade dentro de um plano de viabilidade  econômica e com visão voltada para resultados positivos”, salientou Feitosa, chamando a atenção para a necessidade do produtor maranhense, em adentrar   mais esse campo do conhecimento, tendo como base a elevação de sua renda e o fortalecimento do negócio.

Já para Figueirêdo, esse é um programa que vem tendo grande aceitação no Estado, pois permite ao produtor encontrar os melhores caminhos para maximizar o lucro na atividade exploratória.

“A parceria com o Sebrae, é fundamental uma vez que prepara novos microempreendedores, com boas chances de sucesso“, disse ele.

Assessoria de Comunicação Sistema Faema/Senar