Parceria entre SENAR e Senac vai elevar a qualidade dos alimentos dos brasileiros

17/09/2015
O diretor de Unidades Especializadas do Senac, José Carlos Cirilo, e o secretário executivo do SENAR, Daniel Carrara, assinaram o protocolo de intenções entre as duas entidades. Fotos: Wenderson Araújo O diretor de Unidades Especializadas do Senac, José Carlos Cirilo, e o secretário executivo do SENAR, Daniel Carrara, assinaram o protocolo de intenções entre as duas entidades. Fotos: Wenderson Araújo

Um modelo produtivo, social e comercial que beneficia grupos de produtores rurais e consumidores de alimentos. Assim pode ser definido o Programa Do Rural à Mesa, fruto de uma parceria entre o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac). O protocolo de intenções entre as duas entidades foi assinado nesta quarta-feira (16/9), numa solenidade realizada no restaurante-escola do Senac localizado no Congresso Nacional, em Brasília.

Através da iniciativa, um grupo de 15 produtores rurais de hortaliças de Alexânia (GO) receberá assistência técnica e gerencial do SENAR, além de capacitação e certificação de qualidade do produto. O Senac irá adquirir estes alimentos e utilizá-los nas refeições preparadas em 10 estabelecimentos pedagógicos (restaurantes, lanchonetes e cafés) que a entidade mantém na Capital Federal.

O secretário executivo do SENAR, Daniel Carrara, destaca que se trata de uma interação inédita entre duas instituições integrantes do Sistema “S”, que vai beneficiar tanto quem produz como quem consome os alimentos. Na opinião dele, o programa vai acabar com a intermediação entre produtores e estabelecimentos, facilitar a comercialização e contribuir para a oferta de produtos de qualidade para as pessoas que frequentam diariamente as unidades do Senac.

“Uma iniciativa como essa pode parecer pequena inicialmente, mas tem um potencial de multiplicação impressionante. Podemos replicar isso no resto do País, com produtores rurais e consumidores de outras regiões. O SENAR e o Senac têm a missão de cuidar melhor da alimentação dos brasileiros”, declara Daniel.

Matheus Ferreira

Além de proporcionar o encadeamento produtivo, o programa conscientiza futuros profissionais de gastronomia em relação à sustentabilidade, qualidade e rastreabilidade dos alimentos, criando um ambiente de maior confiança e segurança, o que é cada vez mais exigido pelo mercado consumidor. A iniciativa também proporcionará aos envolvidos o conhecimento sobre o funcionamento de toda a cadeia produtiva - desde a produção até a comercialização. "Nas atividades, os produtores rurais vão saber o destino dos seus produtos e os alunos do Senac visitarão as propriedades de onde vem a matéria prima para os restaurantes", explica o coordenador de Assistência Técnica e Gerencial do SENAR, Matheus Ferreira.

Para o diretor de Unidades Especializadas do Senac, José Carlos Cirilo, a parceria fortalece - através da ética, responsabilidade e conscientização - a formação profissional realizada por ambas entidades e oferecerá um produto final de alta qualidade para os consumidores. Segundo ele, mais de 250 mil pessoas passaram pelos estabelecimentos pedagógicos do Senac em Brasília no ano passado.

“A parceria com o SENAR é um importante passo para todos nós. Os alunos e profissionais podem conhecer a origem dos produtos. Os consumidores recebem alimentos de qualidade e sem riscos à saúde, enquanto os produtores podem certificar a sua produção, receber assistência técnica e fortalecer a economia local. É uma incrível contribuição para melhorar a qualidade de vida no campo e oferecer uma alimentação saudável para aqueles que procuram os nossos restaurantes”, ressalta Cirilo.

A solenidade também contou com a presença da gerente pedagógica do Senac Gastronomia, Patrícia Garcia; do presidente da Frente Parlamentar Agropecuária (FPA), deputado Marcos Montes; e do assessor parlamentar Diogo Tinoco, representando a presidente da Comissão de Agricultura e Reforma Agrária do Senado, senadora Ana Amélia Lemos. Os produtores integrantes do Programa também participaram do evento.

Orgulho para quem participa

A salada de tomates e o suco de maracujá servidos no lançamento do programa deixaram o produtor rural Márcio Pereira Martins orgulhoso. Além dos dois alimentos, ele produz pimentão e quiabo para fornecer às unidades do Senac. Ele conta que foi convidado pelo Sindicato dos Produtores Rurais de Alexânia para participar da iniciativa e já sente os benefícios no seu dia a dia.

Márcio Pereira Martins

“Antes só vinha gente aqui para vender insumos. Agora temos assistência técnica que é 100% importante para sobreviver nesse mercado competitivo. Também passamos a receber um valor justo pelos nossos produtos, sem atravessadores. Estou muito satisfeito em produzir com mais qualidade e ver os meus produtos num lugar onde são valorizados”.

Cozinheira e responsável pelas comidas frias no restaurante do Senac do Congresso Nacional, Glênia Evangelista Duarte considera a iniciativa uma relação de “ganha-ganha” para todos os envolvidos. Ela garante que o programa está favorecendo o fornecimento de alimentos de alta qualidade para a preparação das refeições e que o descarte de produtos acabou.

Glênia Evangelista Duarte

“Nós somos rigorosos com nossos fornecedores, mas os produtos do programa são espetaculares. É só higienizar e preparar. O sonho de todo cozinheiro é ter o produto o mais natural possível. Espero que a quantidade aumente e que eles tenham mais produtos para fornecer”, argumenta.

O técnico de campo do SENAR que atende os produtores do programa, Thiago Campos, ressalta que as ações que estão sendo desenvolvidas já estão trazendo efeitos positivos para os participantes. De acordo com ele, houve a redução no uso de defensivos, a aproximação dos produtores rurais da comunidade e troca de experiências entre quem produz e quem prepara os alimentos.

Thiago Campos

“Outro avanço importante foi que eles passaram a enxergar os custos de produção e a parte gerencial das propriedades. O desafio daqui pra frente é desenvolver esse grupo de produtores a nível de comercialização, logística e qualidade dos produtos”, observa.

Assista ao video do programa:

Assessoria de Comunicação do SENAR

(61) 2109-4141
www.senar.org.br
www.facebook.com.br/SENARBrasil
www.twitter.com/SENARBrasil