Experiência aprimora Pronatec do SENAR

02/12/2013

No último encontro do ano, os gestores do Pronatec do SENAR comemoram os resultados alcançados em 2013 e demonstram otimismo em relação a 2014. Durante uma semana, os 60 representantes das Administrações Regionais debateram a pactuação de vagas com os demandantes no Encontro Nacional promovido pelo Ministério da Educação, e as melhorias necessárias para o programa no próximo ano, em reunião na Sede do Sistema CNA/SENAR.

“Este ano ofertamos 11 mil vagas e 95% desse número já está concluído. Para o próximo ano pactuamos 28 mil vagas com os ministérios do Desenvolvimento Social e da Pesca, e as Secretarias de Educação e de Direitos Humanos. Ainda estamos sem acreditar nesse resultado. Teremos muito trabalho, mas vamos planejar a equipe e as próximas ações. Inclusive já começamos a rascunhar algumas coisas para conseguirmos alcançar essa meta. Estamos muito confiantes”, destaca Maristélia Alves, gestora do Pronatec no SENAR Tocantins.

Novato na função de gestor do programa no Ceará, Paulo Arlindo conta que os cursos mais procurados no estado são Bovinocultor de Leite, Ovinocultor, Preparador de Doces e Conserva e Produtor de Mandioca. Segundo ele, o interesse dos jovens aumentou muito nesse primeiro ano de oferta do Pronatec do SENAR no estado, que pactuou em 2013, 42 turmas.

“À medida que nos aprofundamos no programa as responsabilidades aumentam. Estamos fechando parcerias com prefeituras para mobilizar mais pessoas para os cursos. Nosso interesse é levar crescimento para o meio rural”, disse. Para o próximo ano, Paulo Arlindo conta que pactuaram mais de 2 mil vagas para 182 turmas e vão ofertar também o curso de Produtor Agropecuário, voltado para os produtores que enfrentam dificuldades na convivência com Semiárido. Nesse curso, a meta do SENAR Ceará é formar oito turmas nos municípios de Tauá, Jaguaribara, Amontado e Solonopóle. “Vai ser uma nova experiência para nós”, revela o gestor.

Para Dorilea Ferreira, de Alagoas, o início do programa em 2012 foi trabalhoso, mas este ano ela reconhece que o Pronatec tem feito o diferencial para os jovens do estado. “Aprendemos cada dia mais a trabalhar com os jovens. Este ano foi ótimo, conseguimos levar conhecimento até eles. Ouvimos depoimentos positivos e o melhor, eles passaram o conhecimento que receberam para a família que já lida com a terra diariamente.” O estado deve ofertar para 2014 mais de 2 mil vagas pelo programa, o dobro de 2013.

Mudanças positivas também chegaram ao Piauí. Reginaldo Veloso, gestor do Pronatec no estado, conta que o programa ajudou a melhorar a logística de trabalho da Regional, que conseguiu promover diversos treinamentos este ano para melhorar a execução do programa. “Nossa equipe está mais estruturada e estamos conseguindo uniformizar as informações e organizar as demandas. Fizemos dois treinamentos de instrutores este ano e só para o primeiro semestre de 2014 já temos 750 vagas pactuadas. Esse foi o número que ofertamos durante 2013 inteiro. A expectativa é positiva para o ano que vem, esperamos dobrar esse número.” Segundo Reginaldo, no Piauí, a procura tem sido maior para os cursos de Fruticultor, Piscicultor e Ovinocultor.

A pactuação de vagas para 2014 ainda está em aberto. O SENAR tem até o dia 03 de dezembro para passar ao MEC o total de cursos que serão ofertados. A entidade pretende aumentar a oferta de vagas de 45 mil este ano, para mais de 60 mil em 2014.

Assessoria de Comunicação do SENAR
(61) 2109-4128
www.senar.org.br