Centros de Excelência

Imagem

O SENAR dá um grande passo no cumprimento de sua missão e amplia o seu portfólio educacional com a implantação dos Centros de Educação Profissional e Tecnológica, os Centros de Excelência, contribuindo para a competitividade e o desenvolvimento do setor agropecuário brasileiro, por meio da oferta de cursos técnicos de nível médio e nível superior de tecnologia, nas modalidades presencial e a distância; e de cursos de Formação Inicial e Continuada, promovendo qualificação e capacitação de produtores e trabalhadores rurais, incentivando o empreendedorismo e inovação.

Os centros de Excelência formam uma rede integrada de ensino que irá disseminar o conhecimento nacionalmente. Resultado das parcerias entre o SENAR Nacional, as Administrações Regionais e parceiros externos, ligados ao meio rural: produtores rurais, sindicatos, associações, cooperativas, indústrias, instituições de pesquisa, trabalhadores rurais e profissionais do meio acadêmico.
Hoje a agropecuária brasileira tem um nível elevado de sofisticação de suas operações, particularidades que precisam ser entendidas, por meio de novas carreiras e novos perfis profissionais. Os requisitos de cada cadeia produtiva – desde o cultivo até o ponto de venda no supermercado, na feira ou no porto, para ganhar o mundo, demandam diversas habilidades e competências.

Eles serão construídos em diferentes regiões do país, vocacionados para a gestão e empreendedorismo e para as diversas cadeias produtivas da agropecuária. Na fase inicial serão implantados dois Centros de Excelência, voltados para Fruticultura, em Juazeiro/BA e Bovinocultura de Corte, em Campo Grande/MS.

Conhecimento e inovação
Os Centros de Excelência do SENAR irão disseminar conhecimento,  inovação e incentivar a pesquisa e o empreendedorismo. Os alunos terão acesso às boas práticas de produção e gestão, e irão adquirir diversas habilidades e competências para atender ao elevado nível de sofisticação dos processos produtivos, que hoje, exigem profissionais cada vez mais preparados, inovadores, criativos e competentes, capazes transferir e aplicar no campo todo o conhecimento adquirido em aulas práticas e teóricas, e atuar em todo o Brasil.

Para identificar os perfis profissionais necessários que o mercado necessita e garantir a excelência na formação, o SENAR organizou Comitês Técnicos Nacionais especializados em cadeias produtivas. Trata-se de um Fórum Técnico Consultivo com representantes de classe, de associações, de cooperativas, de indústrias, de instituições de pesquisa, de produtores, de trabalhadores rurais e do meio acadêmico. 

Estrutura
Os Centros de Excelência possuem infraestruturas modernas e o partido arquitetônico foi elaborado de forma padronizada com implantação de um conjunto edificado em blocos modulares, independentes e componíveis entre si, permitindo amplas possibilidades de locação, levando em consideração as premissas de acessibilidade. Seus projetos executivos foram elaborados de forma a atender à grande diversidade ambiental, geográfica e climática do país, garantindo a sustentabilidade ambiental, por meio do uso de recursos renováveis e econômicos, como: a implantação de energias alternativas, bem como o sistema de reuso de água.