Biotecnologia no SENAR

A biotecnologia reúne vários campos da pesquisa para melhorar as características de plantas e microrganismos, com a finalidade de se produzir alimentos de forma mais eficiente.

Na cidade, vemos a biotecnologia presente, por exemplo, na manipulação de microrganismos para criar medicamentos, como os antibióticos, disponíveis para os usuários nas farmácias. No campo, ela também tem papel fundamental, pois beneficia o cultivo de plantas mais resistentes ao ataque de pragas e doenças e com características genéticas que buscam reduzir perdas, impulsionar a produtividade e, assim, garantir mais alimentos disponíveis para a população.

Para auxiliar agricultores na adoção das boas práticas agronômicas e da biotecnologia a Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e o Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) se uniram ao Conselho de Informações sobre Biotecnologia (CIB) e criaram uma estratégia de educação e difusão de informações que buscam promover o desenvolvimento econômico e social.

Este novo ambiente virtual é direcionado a agricultores que convivem com a biotecnologia e aos que ainda precisam conhecer. Com informações de qualidade e utilização correta das tecnologias, o retorno com a adoção das boas práticas vem em forma de ganhos de produtividade. O produtor pode produzir mais alimentos, dentro da mesma área, utilizando menos insumos químicos e controlando de forma mais econômica as pragas existentes. Dessa forma, ganha o agricultor, ganha a sociedade e agradece o meio ambiente.