03 out 2018

V Encontro de Pesquisa e Inovação da Embrapa Agroenergia (V ENPI)

DATA: 09 de Outubro de 2018
LOCAL: Auditório da CNA em Brasília, DF

“Biotecnologia para aumento de produção e enfrentamento das mudanças climáticas” é o tema da 3ª Mesa Redonda do V Encontro de Pesquisa e Inovação da Embrapa Agroenergia (V ENPI), que acontece de 09 a 10 de outubro, no auditório da CNA em Brasília. Para debater essa temática serão ministradas por especialistas da área em três diferentes palestras.

A primeira palestra será feita pelo Pesquisador da Embrapa Soja, Alexandre Lima Nepomuceno, e tratará das “Novas ferramentas da moderna biotecnologia”. O pesquisador é graduado em Agronomia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, mestre em Fitotcnia também pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul, doutor em Molecular Biology and Plant Physiology pela University of Arkansas e pós-doutor pelo Japan International Research Center for Agricultural Sciences – JIRCAS, em Tsukuba, no Japão. [veja mais...]


31 out 2017

Produtor de soja fecha parceria com SENAR e UEL para implantar MIP em Londrina (PR)

Produtor José Roberto Mortari (à esq.) antes do plantio da soja para a safra 2017/2018. Foto: Arquivo pessoal

O produtor rural José Roberto Mortari administra duas propriedades na região de Londrina (PR), onde adota rotação de culturas como soja, milho, aveia, trigo e nabo forrageiro. Na safra 2016/2017, o agricultor recebeu visitas semanais de 16 estudantes de Agronomia da Universidade Estadual de Londrina (UEL), inscritos em um curso do Serviço Nacional de Aprendizagem Rural do Paraná (SENAR-PR). Na Fazenda Piratininga, de 550 hectares – 100 dos quais de mata preservada –, eles colocaram em prática um projeto de Manejo Integrado de Pragas (MIP).

Entre setembro de 2016 e fevereiro deste ano, as vistorias ocorreram aos sábados, durante o período de desenvolvimento da soja, que é cultivada em 80% do terreno. Os [veja mais...]


16 out 2017

Embrapa Soja e Emater conduzem projeto de MIP e MID em 75 cidades do Paraná

Programa de MIP em fazenda do Paraná usa técnica da “batida de pano”. Foto: André Prando/Embrapa Soja

A parceria entre a Embrapa Soja e a Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural do Paraná (Emater-PR) começou nos anos 1970, mas, até a safra 2012/2013, as ações eram focadas em palestras e no acompanhamento de algumas áreas. Desde 2013/2014, porém, as duas entidades têm feito um trabalho intensivo de Manejo Integrado de Pragas (MIP) e Manejo Integrado de Doenças (MID), com atividades organizadas e contínuas, treinamentos em boas práticas agronômicas e o envolvimento de produtores e técnicos agrícolas. O MIP é um conjunto de ferramentas baseado na amostragem de insetos-alvo e no monitoramento da lavoura para tomada de decisão quanto ao controle de pragas e à racionalização do uso de inseticidas, [veja mais...]


11 out 2017

Embrapa promove curso sobre Produção de Bacillus thuringiensis: da bactéria ao produto

Placas de Petri com Bacillus thuringiensis. Foto: Claudio Bezerra

A Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia, unidade da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária – Embrapa, localizada em Brasília, DF, promove no período de 23 a 27 de outubro de 2017 curso sobre Produção de Bacillus thuringiensis: da bactéria ao produto. O objetivo principal é capacitar pesquisadores, estudantes e profissionais do agronegócio na produção do microrganismo Bacillus thuringiensis, também conhecido como Bt. Trata-se de uma bactéria utilizada em pesquisas de controle biológico em todo o mundo há mais de 40 anos. A grande vantagem é que ela é entomopatogênica, o que significa que é específica para controlar o inseto-alvo e, portanto, completamente inofensiva a qualquer ser vivo. Prova disso é que conta com aval da Organização Mundial de Saúde (OMS), [veja mais...]


06 out 2017

Conheça as principais pragas controladas pela tecnologia Bt em soja, milho e algodão

A adoção das boas práticas agronômicas, como o refúgio, o monitoramento de pragas e a aplicação de inseticidas quando necessário, ajuda a evitar ou retardar a “quebra da resistência” em insetos das ordens Lepidóptera e Coleóptera em plantações de milho, soja e algodão Bt. Algumas espécies são capazes de causar danos às três culturas, como é o caso da lagarta-elasmo (Elasmopalpus lignosellus), da lagarta-rosca (Agrotis ipsilon) e de integrantes dos gêneros Helicoverpa e Spodoptera. Confira, abaixo, um raio-X das três principais pragas-alvo da biotecnologia no milho, soja e algodão Bt.

Milho

Larva e besouro de D. speciosa, conhecido como “vaquinha”. Foto: Paulo Lanzetta e Jovenil da Silva/Embrapa

1. Larva-alfinete (Diabrotica speciosa) – É a larva de um pequeno besouro conhecido popularmente como “vaquinha”, “patriota” ou “brasileirinho”, por conta de sua coloração verde-amarela. [veja mais...]


03 out 2017

Fundação MT desenvolve projeto de boas práticas e MIP em duas fazendas do Estado

Amostragem de pragas em plantação de soja é obtida pela técnica “pano de batida”. Foto: Fundação MT

Há três safras, a Fundação MT vem desenvolvendo um trabalho de boas práticas agronômicas e Manejo Integrado de Pragas (MIP) com produtores de milho, algodão e principalmente de soja no Estado. Em 2016/2017, duas fazendas – Guarita, em Rondonópolis, e Gravataí, em Itiquira – receberam monitoramento contínuo ao longo do ciclo, uma vez por semana ou a cada quatro dias durante o período reprodutivo da cultura. A equipe é composta por sete pessoas (entre engenheira agrônoma, técnico agrícola, assistentes de pesquisa e dois profissionais que ficam em laboratório), e a avaliação in loco é conduzida pela pesquisadora da área de entomologia da Fundação MT, Lucia Vivan.

Em cada uma das propriedades, verificam-se desde 2014/2015 [veja mais...]


03 out 2017

FAO sistematiza experiência brasileira na produção do algodão colorido orgânico

A produção de algodão colorido orgânico do Assentamento Margarida Maria Alves, situado no município de Juarez Távora, região Agreste da Paraíba, tornou-se uma referência para produtores do Brasil e de diversos países da América Latina e do Caribe. Para sistematizar essa experiência e contribuir com o compartilhamento desse sistema de produção, a Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) e a Agência Brasileira de Cooperação do Ministério de Relações Exteriores (ABC/MRE) lançaram neste mês a publicação “Algodão Orgânico Colorido: Gerando renda e cidadania na agricultura familiar do semiárido brasileiro”.

A obra integra uma série de ações do projeto Más Algodón (Fortalecimento do Setor Algodoeiro por meio da Cooperação Sul-Sul), resultado de parcerias trilaterais entre o governo brasileiro, a FAO e os governos da Argentina, Bolívia, Colômbia, Equador, Paraguai, Peru e Haiti, com [veja mais...]


22 set 2017

Certificação de cadeias produtivas deve ser um processo voluntário

Nelson Ananias foi um dos palestrantes do 11º Congresso Brasileiro do Algodão. (Crédito: Boas Práticas Agronômicas)

A certificação de cadeias produtivas do agronegócio pode ser uma opção interessante para o reconhecimento de uma gestão sustentável e respectivo retorno econômico, mas deve ser decisão voluntária. A posição é defendida pelo coordenador de Sustentabilidade da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA), Nelson Ananias Filho.

Segundo ele, certificação é o processo pelo qual é monitorada a aplicação de um conjunto de critérios previamente estabelecidos e validados, com, necessariamente, emissão um selo que assegure o cumprimento desses princípios e a boa qualidade socioambiental do produto consumido.

“É um processo voluntário, no qual uma organização busca o reconhecimento, através da garantia dada aos seus clientes e à sociedade de que seu produto tem origem em [veja mais...]


12 set 2017

Rotação de culturas: saiba por que esta é uma ótima opção para o produtor

Grande aliada do Sistema de Plantio Direto (SPD), a rotação de culturas é uma boa prática agronômica que consiste na alternância planejada de espécies em determinada área. Especialistas a consideram uma forma eficiente de reduzir os impactos ambientais provocados pela monocultura, melhorando as condições físico-químicas e biológicas do solo no longo prazo. Além disso, ela reduz a incidência – e confere um manejo mais eficiente – de doenças, plantas daninhas e pragas (favorecendo a quebra do ciclo de vida delas).

Segundo o especialista em Fitopatologia da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) Luiz Gonzaga Chitarra, intercalar o plantio de soja-algodão-soja ou soja-milho-soja não é fazer rotação, mas, sim, uma sucessão de culturas, favorável ao desenvolvimento de insetos-praga, patógenos e plantas daninhas. “Não precisa rotacionar a área toda, dá para começar aos poucos. Quando [veja mais...]


06 set 2017

Produtores de algodão podem ter desafio de produtividade como o da soja, prevê ABRAPA

Um desafio nacional para premiar, anualmente, os recordistas em produtividade de algodão do País, a exemplo do que o Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB) faz há quase uma década, é o novo projeto da Associação Brasileira dos Produtores de Algodão (ABRAPA). A ideia é realizar uma reunião plenária sobre o tema em até 30 dias e preparar o concurso já para 2018.

“A primeira edição será já no próximo ano se as associações regionais [como ABAPA, AMPA, AMAPA, AMIPA e AGOPA] e todo o elo da cadeia concordarem com a proposta. Em três meses, acredito ser possível estruturar o plano, e boa parte do que já vem sendo feito na soja poderá ser transferido para o algodão”, afirma o engenheiro agrônomo Celito Breda, diretor da Associação Baiana dos Produtores de Algodão (ABAPA) e [veja mais...]