19 jul 2017

10 curiosidades sobre a soja, o grão mais importante para a agricultura brasileira

Quem vê uma semente de soja, de meio centímetro de diâmetro, não imagina o tanto de história que ela carrega nem o tamanho de seu potencial produtivo e econômico. Descoberta há cerca de 5 mil anos, essa oleaginosa saiu do Oriente para a Europa e só chegou ao Brasil no fim do século XIX. Hoje, é a planta mais cultivada no País, com quase 114 milhões de toneladas em uma área de 33,8 milhões de hectares, segundo dados da Companhia Nacional de Abastecimento (Conab) sobre a safra 2016/2017.

Abaixo, confira 10 curiosidades que você nem imaginava sobre a soja:

1 – Tem origem chinesa:

O grão foi descoberto na China cerca de 3 mil anos a.C. As espécies primitivas da herbácea Glycine max eram rasteiras e viviam ao longo do Rio Azul (Yangtzé), o maior [veja mais...]


12 jul 2017

Biotecnologia mais próxima do produtor

Disseminar conhecimento sobre as boas práticas agronômicas e tecnologias Bt (resistente a insetos) é o foco do novo blog Biotecnologia no SENAR, criado a partir da parceria da Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) e Serviço Nacional de Aprendizagem Rural (SENAR) com o Conselho de Informações sobre Biotecnologia (CIB).

A biotecnologia reúne as tecnologias desenvolvidas para melhorar as características de plantas e microrganismos, com a finalidade de se produzir alimentos de forma mais eficiente. O novo ambiente virtual é direcionado a agricultores que convivem com a tecnologia no campo, principalmente sojicultores, produtores de milho e algodão.

Diretora-executiva do CIB, Adriana Brondani

A diretora-executiva do CIB, Adriana Brondani, explica que a parceria com o SENAR vai promover a inovação junto ao produtor rural para ajudá-lo a se adaptar aos diferentes desafios do campo. “A [veja mais...]


10 jul 2017

Tire suas dúvidas sobre manejo de resistência de insetos em lavouras de milho Bt

O Brasil é hoje um dos países que apresentam aumento mais rápido na área plantada com milho geneticamente modificado. E o uso do milho transgênico com ação inseticida, popularmente conhecido como Bt, é uma das estratégias mais úteis para o manejo e controle de mariposas da ordem Lepidóptera e de larvas da espécie Diabrotica speciosa, um besouro conhecido popularmente como “vaquinha”.

As plantas transgênicas com atividade inseticida representam uma alternativa dentro do Manejo Integrado de Pragas (MIP), que busca minimizar os danos causados por insetos nas lavouras. O milho Bt (resistente a insetos) obteve essa característica por meio da introdução de genes da bactéria de solo Bacillus thuringiensis (Bt). A isso chamamos de evento de transformação genética, ou apenas evento.

O cultivo de áreas contínuas de milho com um mesmo evento resulta em uma [veja mais...]


26 jun 2017

SEMENTES CERTIFICADAS E TRATADAS SÃO CHAVE PARA ADOÇÃO DAS BOAS PRÁTICAS NO CAMPO

Se as lavouras fossem um carro, as sementes seriam o motor. É dentro delas que estão armazenadas as plantas que nos alimentam, vestem e abastecem. Por isso, para que as sementes expressem seu potencial máximo, é preciso que elas sejam bem selecionadas e passem por um manejo adequado.

No caso da seleção, a biotecnologia tem contribuído para o desenvolvimento de variedades cada vez mais resistentes e de melhor rendimento. Maior produtividade significa também menor área cultivada e menor necessidade de água para irrigação.

Entre as classes de sementes (genética, básica, registrada, fiscalizada e certificada) disponíveis no mercado, esta última traz benefícios como garantia de origem, segurança, maior qualidade, alta performance, inovação e retorno do investimento. Ela é resultado da multiplicação de sementes básicas, registradas ou certificadas por no máximo três gerações, e normalmente são [veja mais...]


23 jun 2017

Listas de plantas exóticas vão agregar segurança científica à legislação de acesso à biodiversidade

A partir do dia 14 de junho de 2017, a Lei de Acesso ao Patrimônio Genético e ao Conhecimento Tradicional Associado (Lei nº 13.123, de 20 de maio de 2015) passou a contar com dois novos anexos, que vão contribuir para garantir a segurança jurídica da sua aplicação no Brasil. Os anexos, publicados na Instrução Normativa nº 23 relacionam as espécies de plantas exóticas (Anexo I) e as variedades introduzidas, mas que foram domesticadas no País e passaram a contar com características de adaptação que as diferem das originais (Anexo II). Os pesquisadores da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa) participaram ativamente da elaboração dessas listas.

Foto: Claudio Bezerra

Segundo a pesquisadora da Embrapa Recursos Genéticos e Biotecnologia Vânia Rennó, as listas foram elaboradas com base em informações fornecidas pelos curadores de espécies vegetais que [veja mais...]


22 jun 2017

ALÉM DE PRESERVAR A BIOTECNOLOGIA, ADOÇÃO DE REFÚGIO PREMIA AGRICULTORES

Produtora de milho na região Maracaju, sudoeste de Mato Grosso do Sul, a família Busatto sempre adotou boas práticas agronômicas em suas lavouras. O agricultor Irineu Busatto reconhece, por exemplo, que a prática do refúgio em áreas plantadas com variedades resistentes a insetos (Bt) é fundamental para a preservação dessa tecnologia. Por esse motivo, quando os Busatto tomaram conhecimento de que o Programa Refúgio Compensa premiaria os produtores da cidade que comprassem sementes na proporção adequada para a adoção dessa prática, eles logo se engajaram na campanha.

O Refúgio Compensa é um programa de relacionamento que busca dar um incentivo a mais aos agricultores que plantarem 10% de sua área de milho com variedades não resistentes a insetos (não Bt). Além de contribuir para a sustentabilidade dessa inovação agrícola, o Programa permite o [veja mais...]


19 jun 2017

TRANSGENIA É A TECNOLOGIA MAIS RAPIDAMENTE ADOTADA NA AGRICULTURA MODERNA

A crescente adoção de sementes geneticamente modificadas em todo o mundo é reflexo da eficiência tecnológica, especialmente no controle de pragas nas plantações. De acordo com o relatório de 2017 do Serviço Internacional para a Aquisição de Aplicações em Agrobiotecnologia (ISAAA), a transgenia é a tecnologia mais rapidamente adotada na história da agricultura moderna.

Em 1996, quando os organismos geneticamente modificados (OGM) foram cultivados pela primeira vez no mundo, a área plantada era de 1,7 milhão de hectares. Apenas duas décadas depois, o total já havia batido a marca de 185,1 mi/ha.

O Brasil lidera esse aumento na aplicação da biotecnologia. Em 2016, o País cultivou 49,1 milhões de hectares de soja, milho e algodão transgênicos, um crescimento de 11% em relação ao ano anterior, ou o equivalente a 4,9 milhões de hectares a mais.

Apesar da alta adesão, muita gente ainda tem dúvida sobre como um transgênico é produzido. Trata-se de um [veja mais...]


19 jun 2017

CAMPEÃO EM PRODUTIVIDADE DE SOJA É EXEMPLO DE BOAS PRÁTICAS AGRONÔMICAS

O maior produtor nacional de soja em área irrigada do País é do interior paulista e segue os passos do pai, que iniciou seu negócio há 30 anos, com pecuária, e depois migrou para a agricultura. O engenheiro mecânico com pós-graduação em administração de empresas Octaviano Themudo Camargo Silva, filho de Octaviano Raymundo Camargo Silva (foto acima), é responsável pela Fazenda Siriema do Lago, em Bernardino de Campos (SP), a cerca de 350 quilômetros da capital. Na propriedade de 900 hectares, 65% deles irrigados, ele dá exemplo de boas práticas agronômicas.

O produtor obteve, na safra 2016/2017, 106,4 sacas de soja por hectare, feito que lhe rendeu um troféu e o reconhecimento público no Fórum Nacional de Máxima Produtividade, promovido pelo Comitê Estratégico Soja Brasil (CESB) no dia 13 de junho, em Passo Fundo [veja mais...]


28 mar 2017

Pesquisa no campo

O Conselho de Informações sobre Biotecnologia (CIB) realizou uma pesquisa com 1250 produtores rurais para traçar um cenário sobre o entendimento dos agricultores em relação às tecnologias mais adotadas na cultura da soja e milho e, identificar como eles percebem o tema de preservação das mesmas no campo.

Entre os resultados obtidos, o CIB chama atenção para o fato de que, embora mais de 90% dos produtores reconheçam a importância de tecnologias de resistência a insetos e tolerância a herbicidas, apenas 60% deles sabem que pode demorar até 15 anos para desenvolver e lançar uma nova biotecnologia.

Outro dado mostrado pela pesquisa é que um número significativo de produtores ainda não realiza passos importantes do manejo. Quando perguntados sobre as práticas que adotam para preservar as biotecnologias e os químicos que utilizam nas lavouras, apenas 38% responderam [veja mais...]


27 mar 2017

A Biotecnologia na Agricultura

A diretora executiva do Conselho de Informações sobre Biotecnologia (CIB), Adriana Brondani, realizou uma palestra para cerca de 30 futuros diplomatas do Instituto Rio Branco, na Sede do Sistema CNA/SENAR, durante a 2ª edição do programa Diplomatas no Campo. O destaque foi para a importância das pesquisas e o desenvolvimento de tecnologias para agricultura brasileira.

[veja mais...]