Agricultura de precisão

SENAR
posts da categoria “Seminários de Agricultura de Precisão"
26 MAR
2013

Agricultura de precisão para todos

O Dia de Campo na TV, da Embrapa e parceiros destaca, em programa especial, que a agricultura de precisão pode ser usada pelo pequeno produtor.

Explica que a AP deixou de ser aquela que usa equipamentos sofisticados que exigem muita tecnologia para funcionar, extensões de terra e consequentemente muitos recursos financeiros. Na realidade, ela está ao alcance de todos e pode ser traduzida como uma forma de melhor gerenciar a propriedade rural, seja ela pequena, média ou grande.

Fonte: Embrapa

Por Equipe de Comunicação Digital • Postado em Seminários de Agricultura de Precisão • Tagged , , ,
25 MAR
2013

NA DOSE CERTA

Agricultura de precisão se mostra como uma oportunidade para produtores ampliarem os limites de suas lavouras

Quem acredita que atingir um índice de produtividade superior a 70 sacas de soja por hectare está batendo o recorde, não conhece o produtor Eduardo Alberto Fernandes, da região de Astorga (Noroeste). As lavouras cultivadas por Fernandes já chegaram a registrar uma produtividade de 84,58 sacas por hectare de plantio em linha e 92,8 sacas por hectare em um sistema de produção cruzado. Ele conta que um dos segredos para alcançar essa façanha foi a aplicação da agricultura de precisão, além do uso de sementes de alta qualidade e da ajuda do clima.

Há três anos investindo na implantação de tecnologias de monitoramento de área, correção de solo, equipamentos de plantio, adubação e pulverização de ponta, Fernandes descobriu o que de melhor, até o momento, a terra pode proporcionar. A sugestão de implantar a agricultura de precisão na fazenda foi da Cooperativa Integrada. Francis Stefano de Magalhães, agrônomo da cooperativa, informa que os estudos de implantação desse sistema de produção na propriedade começaram em 2008 e, desde então, a qualidade e a produtividade da lavoura só aumentaram. “A agricultura de precisão é o uso da tecnologia para atender as necessidades da lavoura para uma melhor produção”, explica Magalhães.

Para a implantação da agricultura de precisão na fazenda de Fernandes foi realizado, primeiramente, o mapeamento da área para averiguar as características do solo da propriedade, tudo com o apoio de um aparelho de GPS (Global Positioning System, da sigla em inglês). O agrônomo da Integrada explica que nesse sistema de produção, a área a ser plantada é dividida em talhões de três hectares em forma de quadrado. O objetivo é ter uma cobertura melhor do solo e assim identificar com mais exatidão as necessidades nutricionais de cada fragmento de área.

Magalhães recomenda que em uma propriedade menor o tamanho do talhão deve ser reduzido para dois hectares. Com o apoio do GPS, um quadriciclo retira 10 amostras de solo em forma de Z em cada talhão. “Nessas análises são verificados os índices de acidez da terra, além das deficiências em adubos que deverão ser preenchidas”, explica. O agrônomo completa que as carências mais comuns encontradas no solo são a falta de Nitrogênio(N), Fósforo(P) e Potássio(K).

Após o trabalho no campo, os dados obtidos em cada talhão são lançados em um sistema de computador, no qual é gerado um mapa de nutrientes contidos em toda a propriedade. “Essas informações são redirecionadas para os implementos, que fazem a devida aplicação dos produtos conforme a necessidade”, acrescenta Magalhães. No caso da propriedade de Fernandes, é utilizado um caminhão de uma empresa terceirizada que faz a aplicação dos insumos, atendendo de forma específica a necessidade nutricional de cada talhão.

Realidade

O agrônomo observa que a maioria dos produtores padroniza o tratamento de solo de sua propriedade. Isso, segundo ele, faz com que o potencial da terra não seja aproveitado. “Temos de conhecer o que temos nas mãos”, defende. Em alguns países, como nos Estados Unidos, informa Magalhães, a tecnologia de aplicação de adubos já vem acoplada nas próprias plantadeiras com aparelho de GPS. No Brasil, essas aplicações acontecem com o uso desse aparelho, mas controladas pelo operador da máquina.

O agrônomo salienta que a agricultura de precisão se estabelece em etapas. O sistema elaborado na propriedade de Eduardo Fernandes foi implantado em três anos. “Depois da primeira etapa, fizemos novas análises para verificar se os resultados esperados deram certo. E deram”, comemora Magalhães.

 

Fonte: Folha Web

Por Equipe de Comunicação Digital • Postado em Seminários de Agricultura de Precisão • Tagged ,
20 MAR
2013

Agricultura de precisão será tema de Seminário de Mecanização

Evento acontece em Ribeirão Preto (SP) e reúne as principais empresas do setor sucroalcooleiro

 A Unidade de Proteção de Cultivos da BASF estará presente no 15º Seminário de Mecanização e Produção de Cana-de-Açúcar, promovido pela Grupo IDEA, que será realizado entre os dias 20 e 21 de março. O evento tem como objetivo apresentar as melhores técnicas, experiências do cotidiano das usinas e detalhes de rendimento operacional. Em paralelo ao Seminário, será realizada a 4ª Mostra de Máquinas e Equipamentos Agrícolas.

A BASF, cada vez mais próxima dos agricultores, apresentará novidades relativas à agricultura de precisão que auxiliem o produtor de cana-de-açúcar na aplicação de defensivos agrícolas. Dentre eles, destaque para um novo aplicador de inseticidas na soqueira que contribui para garantir um maior rendimento operacional, maior redução de riscos na aplicação e o uso mais racional dos defensivos..

Na esteira das altas produtividades, a BASF apresentará também o fungicida Opera® para o manejo da cultura. Com a função de controlar importantes doenças que acometem os canaviais, como a ferrugem e ferrugem alaranjada, o produto oferece benefícios adicionais, tais como ganho de biomassa e maior quantidade de açúcar por hectare, estes traduzidos como efeitos AgCelence.

Serviços à favor da alta produtividade

Na manhã do dia 20 de março o coordenador de Marketing da BASF, Fabrício Catissi, ministrará a palestra “BASF no Caminho da Precisão”, na qual explanará sobre os serviços oferecidos pela empresa. Em sua explanação será abordado o projeto GPS Plateau®, lançado há aproximadamente três anos em parceria com a fabricante de componentes para pulverização, a TeeJet® que tem o intuito de auxiliar o produtor de cana a ter mais sucesso.

“O projeto visa uma aplicação de defensivos agrícolas mais eficiente e que assegure um melhor desempenho e economia do herbicida Plateau® durante a aplicação. Isso só ocorre graças à utilização de tecnologia embarcada na máquina baseada em sistemas de orientação via GPS (Sistema de Posicionamento Global). Neste período, o projeto já foi responsável pelo tratamento de mais de um milhão de hectares de cana e pelo treinamento de pelo menos 700 operários” argumenta Catissi.

Durante o seminário serão abordados ainda outros temas como possíveis soluções para o transporte de cana, análise de desempenho de indicadores operacionais das colhedoras, bem como a redução no consumo de mudas no plantio mecanizado da cana, entre outros.

Fonte: Portal do Agronegócio

Por Equipe de Comunicação Digital • Postado em Seminários de Agricultura de Precisão • Tagged
20 MAR
2013

SENAR define ações de AP para 2013

Em abril, uma equipe técnica do SENAR vai se reunir em Brasília para definir as estratégias de nacionalização do programa de Agricultura de Precisão da entidade.

“Vamos abordar e definir os temas que serão foco no programa de AP este ano”, comenta o engenheiro agrônomo do SENAR, Igor Borges.

O encontro vai contar com profissionais do SENAR do Rio Grande do Sul, estado pioneiro no programa de AP, e técnicos da Administração Central.

Comissão de AP – Dando continuidade aos trabalhos, a Comissão Brasileira de Agricultura de Precisão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) vai realizar sua 3ª reunião também em abril. O SENAR vai participar do encontro, que está marcado para o dia 17 e pretende definir as ações do setor para 2013.

Por Equipe de Comunicação Digital • Postado em Seminários de Agricultura de Precisão • Tagged , ,
13 MAR
2013

Parceria entre SENAR e produtor rural garante sucesso às capacitações de AP

Um produtor rural do Rio Grande do Sul fez parceria com a Administração Regional do SENAR no estado e disponibilizou sua propriedade para a realização das capacitações de agricultura de precisão. Já foram realizados cinco cursos na propriedade.

“As capacitações do SENAR são de extrema importância e vem de encontro a uma necessidade por maiores conhecimentos sobre AP, ainda muito deficiente por parte das indústrias que produzem esses equipamentos”, destaca  Juarez  Dorigon Lemes, que é produtor de grãos no município de Cruz Alta.

Lemes enfatiza que eventos para disseminar a agricultura de precisão também são importantes.  “Sem dúvida, eventos como o seminário do SENAR, por exemplo, são muito importantes, pois como já comentei, sentimos uma grande “carência” de informações. O acesso a esse conhecimento, atualmente, tem sido suprido pelo SENAR por meio dos cursos de AP e encontros como o seminário em Não-Me-Toque (RS)”.

O produtor está na área de AP há 10 anos e utiliza GPS de aplicação, mapeamento georreferenciado de fertilidade e aplicação a taxas variáveis. “Podemos garantir que temos obtido excelentes resultados, pois reduzimos custos e aumentamos a produtividade de nossos cultivos nestes quase dez anos de utilização desta tecnologia.”

 

Por Equipe de Comunicação Digital • Postado em Seminários de Agricultura de Precisão • Tagged , ,